IGREJA BÍBLICA CRISTÃ
 
 
TEOLOGIA     Escritores
Alexandro Salles
Alan Capriles
 
 
Agenda
Escritores
Estudos Biblicos
Fale Conosco
Galeria de Fotos
Novidades
Sobre Nós
Fale Conosco
Sua opinião é muito importante para nós.
A DIVINDADE DE CRISTO

A DIVINDADE DE CRISTO

Jesus Cristo foi verdadeiramente homem e ele é, desde a eternidade, verdadeiramente Deus. Esta afirmativa, embora provada na Bíblia, é contestada pelas religiões e seitas não-cristãs. O curioso é que também algumas seitas que se dizem cristãs negam que Jesus Cristo seja Deus. Dentre estas, destacamos os testemunhas de Jeová, os mórmons, e os chamados espíritas-cristãos. Os versículos que estes pseudo-cristãos usam para negar que Jesus é Deus serão esclarecidos a seguir, à luz da própria Bíblia. E sabemos que a Palavra de Deus não se contradiz.

João 14:28 - "Ouvistes o que eu vos disse: Vou e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis por ter dito: Vou para o Pai; porque o Pai é maior do que eu".
 Jesus é menor do que Deus? Não. Quando Cristo veio ao mundo Ele se despojou de sua glória divina, assumindo a forma de homem (Fp2:5-11) a fim de fazer expiação pelos pecados. Quando o Senhor fez esta afirmativa, Ele ainda estava na figura humana e, portanto, limitado a um corpo carnal. Os discípulos deveriam exultar porque ao retornar ao Pai, Jesus retomaria novamente toda a sua glória divina.

Mateus 24:36 - "Porém, daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente o Pai." (idem: Mc 13:32)
 A refutação é a mesma. Não sabia enquanto homem. Mas os testemunhas de Jeová contra-argumentam, no livro "Raciocínio à Base das Escrituras", página 402: "E se, conforme alguns sugerem, o Filho estivesse impedido de saber, em razão de sua natureza humana, surge a pergunta: Por que é que o Espírito Santo não sabe?" Mas ignoram que quando Jesus diz "o Pai", neste Pai está inserido também o Espírito Santo. O próprio Jesus disse: Deus é Espírito (Jo 4:24).

João 1:18 - "Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer."
 Como Jesus foi visto se Ele é Deus? Ora, sabemos que o Senhor Jesus tornou-se semelhante aos homens, logo, desprovido da glória que desfrutava junto ao Pai (Jo 17:5). Isso não significa, de forma alguma, que Jesus não é Deus. O próprio Cristo disse: "quem me vê a mim vê o Pai" (Jo 14:9) Jesus é a imagem do Deus invisível (Cl 1:15)

1 Coríntios 11:3 - "Quero, porém, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo."
 Se Deus é a cabeça de Cristo, como pode Cristo ser Deus? O contexto deste versículo trata de orientação: a cabeça dirige o corpo. Paulo está lembrando aos coríntios que toda a orientação de Cristo provém de Deus. Ele não está dizendo que Jesus é menor do que Deus. Leia mais uma vez 1 Co 11:3. Se este versículo negasse a divindade de Cristo, da mesma forma estaria também negando a humanidade da mulher.

1 Coríntios 15:28 - "E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos."
 Se Jesus está sujeito a Deus, como pode ele ser Deus? É preciso ler com cuidado este versículo. O texto não diz que Deus está acima de Jesus. Na verdade, 1 Co 15:28 diz que o próprio Filho, ele mesmo,  se sujeitará, por vontade própria. Se Jesus fosse uma criatura, ele já estaria sujeito. Além do mais, o texto não diz que se sujeitará ao Pai, mas a Deus. A diferença é que a palavra Deus é polissêmica, ou seja, emprega-se para o Pai (Ef 1:3), para o Filho (Jo 20:28; Rm 9:5), e para o Espírito Santo (At 5:3-4), portanto engloba a personalidade do Deus Trino (Gn 1:26;3:22; Is 6:1-3,8). De qualquer forma, a questão aqui não é de natureza, se Jesus é Deus ou não. Por exemplo: a mulher está sujeita ao marido, mas nem por isso é menos humana que o homem. Logo, a sujeição do Filho não o faz menos Deus que o Pai.

Lucas 18:19 - "Respondeu-lhe Jesus: Porque me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus."
 Jesus está afirmando que não é Deus? De forma alguma. Aliás, é exatamente o contrário! O Senhor está querendo dizer o seguinte: "ao me chamar de bom, estás reconhecendo que eu sou Deus?" Além do mais, é obvio que Jesus era bom. Ou alguém duvida disto?

Colossenses 1:15 - "...o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação."
 Se Jesus é o primogênito da criação ele não é também uma criatura? Esta conclusão está errada. A palavra primogênito nem sempre significa "o primeiro a ser criado". Na Bíblia, esta palavra aparece também para referir-se a uma posição de destaque (Sl 89:27; Hb 12:23). O povo de Israel, por exemplo, não foi o primeiro povo a existir, mas Deus o chama de primogênito, por causa de sua primazia (Ex 4:22). Outro exemplo é o da tribo de Efraim; embora Efraim não fosse o primeiro filho de José, a sua tribo leva o título de primogênito (Jr 31:9). A palavra primogênito, tanto no hebraico como no grego, pode significar duas coisas: o primeiro numa série, ou aquele que tem a preeminência, o domínio. Analisando o contexto deste versículo, fica obvio que trata-se do segundo caso. Leia os quatro versículos que vem após Cl 1:15. Se "Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas" (v.17), logo, Ele não faz parte da criação.

Apocalipse 3:14 - "E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus".
 Se Jesus é o princípio da criação ele não é uma criatura? Mais uma vez, não é isso que o texto diz. A palavra grega traduzida em português como princípio, é arche, que significa "fonte, origem". Deste mesmo vocábulo deriva a palavra arquiteto. O que o texto diz é que Jesus foi o arquiteto, a fonte e a origem de tudo o que foi criado, ou seja, o Criador de tudo! É importante lembrar que na Bíblia Deus é chamado de o primeiro e o último (Is 44:6; 48:12), assim como Jesus também é chamado de o primeiro e o último (Ap 1:17; 2:8). Será que existem dois primeiros e dois últimos? Claro que não! Está provado: Jesus não teve origem, Ele é a origem (Jo 1:3; 8:58).

João 17:3 - "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste."
 Se Jesus é distinto do Pai, como pode ele ser Deus? Este é um raciocínio que ignora o fato de que o Pai é revelado através do Filho (Lc 10:22). Para se conhecer a Deus é preciso trilhar o único caminho possível para isto: Jesus Cristo (Jo 14:6). Quem conhece Jesus, conhece também a Deus (Jo 14:9). Este é mais um versículo que reforça a doutrina bíblica da trindade. Compare-o com 1 Jo 5:20b.

A DIVINDADE DE CRISTO PROVADA PELAS ESCRITURAS

As referências bíblicas a seguir provam que Jesus é verdadeiramente Deus. Examine-as em sua bíblia e faça uso delas para se defender de qualquer ataque daqueles que negam a divindade de Cristo. A lista não é exaustiva, mas é suficiente para se guardar a fé.

Provada pelos seus nomes:
Deus
(Is 7:14;9:6;40:3; Jo1:1;5:18;20:28; Rm9:5; 2Co 5:19; Fp 2:6; Cl1:15;2:9; 2Ts2:16; Tt2:13; Hb1:3,8; 2Pe1:1; 1Jo 5:20; Jd4)
Filho de Deus (Mt 16:16; 26:61-64a)
Senhor (Mt 22:43-45; Lc 6:5; At 2:36; Rm 10:9; 1 Co 8:6)
Rei dos reis e Senhor dos senhores (1Tm 6:15; Ap 17:14, 19:16)

Provada por suas características:
Onipotência
(Mt 28:18; Jo 16:15; Ap 1:7-8)
Onisciência (Mt 17:27; Jo 1:48, 2:24-25, 6:64, 13:1, 18:4; Cl 2:2-3)
Onipresença (Mt 18:20, 28:20; Mc 16:20)
Vida (Jo 1:4, 5:26, 14:6; 1 Jo 5:11)
Verdade (Jo 14:6; 1 Jo 5:20)
Imutabilidade (Hb 13:8)
Eternidade (Mq 5:2; Jo 8:58, 17:5,24; Hb 7:3; 13:8; Ap 1:8, 22:13)

Provada por suas obras:
Criação
(Jo 1:3,10; Cl 1:16)
Sustentação (Cl 1:17; Hb 1:3)
Perdão dos pecados (Lc 7:48)
Ressurreição dos mortos (Jo 5:25)
Julgamento (Jo 5:27; 2Tm 4:1)
Envio do Espírito Santo (Mt 3:11; Lc 24:49; Jo 15:26)

Provada pela adoração oferecida a Ele*:
Jesus adorado por anjos (Hb 1:6)
Jesus adorados por homens (Mt 2:11, 8:2, 14:33, 28:9; Lc 24:52)
Jesus adorado por todos (Fp 2:10; Ap 5:8)

Provada pela igualdade na Trindade:
Com o Pai
(Jo 14:23; 10:30)
Com o Espírito (At 16:6-7)
Com o Pai e o Espírito (Mt 28:19; Jo 14:26; 15:26; 1 Co 12:4-6; 2 Co 13:13; 1 Pe 1:2)

*Os testemunhas de Jeová se utilizam de uma bíblia adulterada, onde mudaram todos os textos em que Jesus aceita ser adorado. Eles trocaram a tradução da palavra "adorar" por "homenagear". A prova desta malícia é que onde a mesma palavra de origem grega se refere a Deus Pai, eles não mudaram.

Autor: Pastor Alan Capriles



Data: 22/06/2007

Listar todos Estudos Biblicos
- O CRISTÃO E A GUARDA DO SÁBADO
- AS SETE SEÇÕES DO APOCALIPSE
- O BATISMO NAS ÁGUAS
- O DOGMA DE MARIA
- A DIVINDADE DE CRISTO
- A REENCARNAÇÃO E A BÍBLIA
- CONHECENDO OS MÁRTIRES DA IGREJA
- O PODER DO JEJUM BÍBLICO

-
-
-
Ver resultados


 
 
Tecnologia abconsult
Home | Agenda | Escritores | Estudos Biblicos | Fale Conosco | Galeria de Fotos | Novidades | Sobre Nós